Amvap-Saúde apresenta balanço de serviços prestados nos primeiros 5 meses do ano

O Consórcio Amvap-Saúde reuniu nesta quarta-feira (08/05), secretários municipais de Saúde das cidades consorciadas que puderam acompanhar uma apresentação de números referentes a assistência em saúde aos municípios durante o primeiro semestre de 2022. Um relatório completo apresentado mostrou o panorama dos serviços do consórcio prestados às 22 cidades consorciadas.

De janeiro a maio foram realizados 21.280 atendimentos à população por meio dos serviços oferecidos na clínica do Consórcio no Distrito Industrial em Uberlândia e unidades parceiras. O valor investido chega a R$3.704.248,00., com destaque para a realização de 4.881 exames.

As biópsias aparecem no topo da lista de serviços de saúde mais necessitados pelos pacientes nestes cinco meses analisados e chegam ao número 3.639 análises realizadas. Em seguida estão as tomografias/angiotomografias com 2.766 executadas. Somente no mês de maio foram 5.762 procedimentos realizados.

A reunião apresentou também a evolução dos procedimentos internos realizados. Os avanços na oferta de serviços do consórcio Amvap-Saúde chamam a atenção. Exames de oftalmologia, por exemplo, tiveram o crescimento mais expressivo de 314 no ano passado saltaram para 685, o que representa um aumento de 118,15%. Em 2021, foram 897 exames de endoscopia contra 1.119 em igual período (janeiro a maio). O aumento é de 24,75% de um ano para outro. Avanço também nos exames de colonoscopia que saltaram de 227 em 2021 para 327 em 2022, registrando crescimento de 44,05%.

De acordo com o levantamento realizado pelo departamento de contabilidade o orçamento do ano para contratação de procedimentos médicos é de R$8.902.320,93, deste valor já foi utilizado 75,20%, que equivale R$6.695.265,68. Para os próximos meses, o valor disponível para novas contratações é R$2.217.241,25, que significa 24,8% do total, o que trouxe preocupação aos secretários presentes.

“No Consórcio funciona como no município, quando vamos fazer uma contratação para não engessar nosso orçamento, precisamos dar a quantidade e o valor mais próximo do real para que não interrompa as outras atividades. Por isso, é importante os municípios sempre participarem das reuniões, saberem o que está acontecendo e manterem atualizadas as demandas para trabalhar dentro do que foi orçado”, explica a secretária municipal de Saúde de Ituiutaba, Sandra Barbosa.

Hoje são 199 tipos de procedimentos ofertados pelo Consórcio e sempre há demanda dos municípios para novas contratações, como na reunião, quando foi aprovada a contratação de mais 11 especialidades, com destaque para exames do tipo Estudo Eletro Fisiológico, PET/CT, CPRE, dentre outros. 

Na sessão também foi apresentada uma projeção para o exercício seguinte com a proposta orçamentária para 2023 de R$ R$13.099.300,35. Mas, durante a reunião, o secretário municipal de Saúde de Monte Alegre de Minas, Gustavo Vasconcelos Tannús, propôs uma revisão orçamentária aumentando o valor para R$ 15 milhões.  

“Como trabalhamos com saúde vai depender muito da rotina e demanda do município, até mesmo a contratação e ampliação de especialistas na cidade reflete nesta quantidade de procedimentos que são executados. O que tentamos fazer é ter uma projeção que supri as necessidades dos municípios associados em utilizar os serviços oferecidos pelo Amvap-Saúde”, explica Gustavo.