Outubro Rosa: AMVAP-Saúde oferece atendimento preventivo o ano todo

É comum que em outubro concentre a maior parte das ações de conscientização sobre mamografia, devido a campanha do Outubro Rosa, mas a recomendação do Ministério da Saúde (MS) é que o exame seja realizado com frequência e que as mulheres estejam atentas aos sinais e sintomas do câncer de mama todos os meses.

“As mulheres precisam ficar sempre atentas a mudanças, nódulos que aparecem, alterações de coloração na mama, saída de secreções, e fazer sempre o autoexame. Existem mulheres que têm de fazer bem antes do previsto por conta de histórico familiar”, afirma Camilla Martins de Sousa, enfermeira responsável técnica do Consórcio AMVAP-Saúde.

A mamografia é um exame simples, feito por meio de radiografia, que identifica precocemente o câncer de mama. O procedimento está sendo realizado com todas as medidas protetivas necessárias para garantir a segurança das pacientes e dos profissionais, minimizando, assim, os riscos de contaminação pela Covid.

Ao longo do ano, o Consórcio AMVAP-Saúde oferece à comunidade exames de mamografia. De acordo com a enfermeira responsável técnica, nesses nove meses já foram realizados 1.517 procedimentos desta natureza. “Normalmente vem a solicitação do médico para mamografia, o município agenda pelo sistema e as pacientes fazem o exame. Cada uma tem um histórico do porquê está fazendo o procedimento”.

PREVENÇÃO

 Diagnosticar o câncer precocemente aumenta significantemente as chances de cura, 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de tratamento. Por isso, a mamografia é imprescindível, sendo o principal método para o rastreamento da doença.

O câncer de mama é o tipo mais comum entre mulheres do mundo todo. No Brasil não seria diferente, são cerca de 65 mil novos casos descobertos anualmente, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

“Tem muitas mulheres que às vezes chegam aqui com 60 anos e nunca fizeram mamografia. Além dos exames que fazem anualmente, solicitar a mamografia também é muito importante para saúde”, reforça Camilla.

São três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária (como reduzir o risco de câncer de mama), diagnóstico precoce (divulgar sinais e sintomas da doença e incentivar a mulher a observar o próprio corpo) e mamografia (informar que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento [exame de rotina], a cada dois anos).

A campanha do Outubro Rosa, que discute e alerta a sociedade sobre as formas de prevenção e a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, já é uma das mais bem sucedidas do mundo.