Cuidados com a saúde mental são essenciais durante o isolamento social

Beautiful brunette female in pyjamas sits on bed in bedroom with her jack russell terrier dog, holds tablet computer, enjoys morning weekend, watches video online, has good relationships with pet

O isolamento social é uma das principais medidas adotadas em todo o mundo no combate a disseminação do novo Coronavírus. Mas o cenário de pandemia, associado ao isolamento social pode causar preocupações e desencadear possíveis casos de ansiedade e estresse, por exemplo. Então, como cuidar da saúde mental nesse período?

A medida de isolamento social, ou quarentena, atingiu grande parte da população que agora passa a maior tempo em casa. Segundo especialista o cenário ideal seria que mesmo dentro de casa as pessoas não ficassem a menos um metro meio de distância umas das outras.

O clima de tensão e de incerteza, conciliado com o confinamento, pode gerar ansiedade. É importante manter-se informado durante a pandemia, mas não sobrecarregado com informações e preocupações. Segunda a psicóloga Tatiane Medeiros, aceitar que nem tudo está sobre controle e seguir as medidas preventivas é o primeiro passo para manter a cabeça em ordem nessa quarentena.

Para pessoas que transferiram sua rotina de trabalho para o regime “home office”, é preciso redobrar a atenção com a disciplina. Distrações são ainda maiores em casa, principalmente durante o período de pandemia. Tatiane indica que é importante organizar um espaço de trabalho dentro de casa e seguir a risca sua rotina programada. Pequenas pausas durante o expediente também são aconselhadas para aliviar a cabeça.

A psicóloga acrescenta que podemos aproveitar o tempo de isolamento social para nos conhecermos melhor. Fazer algo divertido e se entreter durante o isolamento também é essencial. Ligue para seus amigos, ouça músicas que goste, o importante é procurar seu lazer.

Outro ponto importante na saúde mental da quarentena é realizar atividades físicas, mesmo em casa. Os exercícios físicos fazem bem para o corpo e para mente. Segundo Tatiane os exercícios ajudam a regular substâncias no cérebro fundamentais na sensação de bem estar.

Se mesmo seguindo as dicas continuar difícil manter-se calmo nessa quarentena, procure um profissional. Muitos psicólogos estão atendendo seus clientes online, por chamadas de vídeo. Tatiana relata que faz o trabalho de atendimento a distância a sete anos, e que agora, durante a quarentena, atende todos os seus clientes por chamada de vídeo.